Textos de MLuiza Martins

Quando não se pode amar um, é libertador amar a todos.

Textos

A CONTA
A CONTA

Dois jovens colegas de trabalho que se viam todos os dias evitavam se falar, por já serem comprometidos, mas que cederam a um encontro num bar, para um papo informal , enfim matarem a curiosidade mútua. E assim foi.
E a surpresa deles foi que descobriram um encantamento um pelo outro. O maior papo e o melhor entrosamento dos dois.
Um pediu a conta e ficou chocado com o valor da conta, e ele não tinha o suficiente para pagar.
Vendo como ficava constrangido o companheiro diante da  situação, ponderou ver a conta e os dois juntos pagarem.
E assim fizeram sem maiores delongas, pois dada a simpatia mútua eles viram que aquele contraponto não diminuiu  o entrosamento e encantamento dos dois. Juntaram o que tinham e pagaram a conta. Viram que tinham muita coisa em comum.
O maior papo e muita alegria de viver.
Riram. E saíram rindo e rindo pelas calçadas em passadas animadas pela noite a fora.
.
MLuiza Martins
Enviado por MLuiza Martins em 09/05/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mluiza). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras