Textos de MLuiza Martins

Quando não se pode amar um, é libertador amar a todos.

Textos


                                           MEU PAI

16 de agosto de2018
Meu pai nasceu em 16 de agosto de 1900

 
Se vivo fosse, faria hoje 118 anos. Que beleza!
Chamava-se Ocacir Martins.
 E seu pai fora um Coronel de São João Nepomuceno, Minas Gerais, e era o Coronel Ricardo de Oliveira Martins. Um homem bonito, imponente, importante no lugar e na sua época. De temperamento bom e alegre. Parecia  sempre estar em festa.
Eu tinha alegria e orgulho do Vovô Ricardo. Hoje sou avó do meu netinho Tomás. Meu avô era um belo homem também, famoso na cidade e metido em política.
Mas além, de seu rosto alegre e formoso, era também imponente e tinha uma espada dourada e ambicionada por seus 14 filhos. Essa espada para mim era e é precioso.
Um "Coronel" belo, alegre e imponente, com uma espada dourada na cintura. Que imagem!
Era o pai do meu pai.
Meu pai não ficava atrás, era jovial, alegre e bonito. Contava histórias de fadas e de cultura geral, em todas as noites dos meus tenros anos, histórias maravilhosas antes de eu dormir. Meus irmãos diziam que ele tinha preferência por mim e que eu era o bebê mais bonito da família.
Hoje acho meu neto Tomás a criança mais linda e  inteligente que já vi, cheio de encantos e meu amor por ele é tão grande e lindo, quanto foi o amor de Ricardo por Ocacir, e de Ocacir por Maria Luiza.
Nos meus cincos ou seis anos, eu aprendi sozinha copiando a escrever o nome de meu pai, antes de aprender o meu, e fui sozinha até o Grupo escolar, onde ele era o Diretor, e bati na porta da frente e pedi a atenção das professoras. Reunidas em grupo, eu mostrava para elas a assinatura do meu pai escrita por mim, que ainda não entrara para a escola, na época, o Grupo Escolar.. Era uma façanha eu achava, mas era o orgulho que tinha dele.
De certa maneira fiz este ato como muito importante, com tanto orgulho e todo amor.
Eu tinha apenas uns cinco ou seis anos. Era a criança mais feliz da cidade de Visconde de Rio Branco, Zona da Mata, Minas Gerais.

O mundo e a vida é feito dessas belezas e amor.
Hoje, meu filho Gabriel, jovem, é pai do seu primeiro filhinho. E seu amor por ele é cheio de luz, alegrias e encanto pelo filho Tomás de cinco aninhos. Amor mútuo. Adoram-se.
 
Estou feliz contando o papel do homem na humanidade.


MLuiza-16/08/2018


 
MLuiza Martins
Enviado por MLuiza Martins em 16/08/2017

Música: I'm Yours - Jason Mraz

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mluiza). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras