Textos de MLuiza Martins

Quando não se pode amar um, é libertador amar a todos.

Textos


                     QUE CÉU AZUL, MEU DEUS!


Levanto e vou até à janela para ver a rua, coisa que gosto cedo fazer.
Azul intenso e igual, uma pintura de perfeição com uma nitidez continua de tal azul, que retorna na alma dizendo alguma coisa! Que bem! Meu Deus!
Olho a rua tranquila,boa de olhar. Sem movimento, só moradias e uma senhora fazendo caminhada no meio de asfalto e, na calçada, seus dois cães sendo levados no passeio matinal, pela ajudante ou sua filha.
De longe uma da outra dialogam. Bom de ver. Aprecio o resto da rua e desvio para uma grande árvore defronte do nosso prédio, com flores graúdas em tons vermelhos de festa, fico olhando um pouco, sentindo o bem que isso faz, e esperançosa de os miquinhos, macaquinhos, que ali habitam saiam para o passeio pelo fio de eletricidade dos postes.
Mas hoje, só o azul!
MLuiza Martins
Enviado por MLuiza Martins em 27/06/2017

Música: I'm Yours - Jason Mraz

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mluiza). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras