Textos de MLuiza Martins

Quando não se pode amar um, é libertador amar a todos.

Textos


EU E TUDO O MAIS
25/04/2017

 Alcancei um nível em que não me situo em lugar algum, não porque eu me tenha assim colocado, mas a própria vida assim o fez, e eu tive só a grandeza e sabedoria de aceitar tudo isso, apenas aceitando. 

 Os meus desejos, planos ou sonhos existiram e lutei muito e bravamente por eles, mas contemporaneamente, todos se esvaneceram como nuvens em céu azul de pouca brisa.
Não que eu “DEIXA A VIDA ME LEVAR”, eu vivo bem e comando minha vida, mas aceito as coisas irem acontecendo e me recolho quase sempre em mim mesma. De modo que tudo que acontece no dia a dia, é lucro, é um presente bom ou não, mas quase sempre, um presente de novidade e rico, mesmo nas mais simples coisas. Isso é um aprendizado de vida. Estou aberta a tudo e a todos.
 
Mas ocorre que isso também é uma posição muito própria, e nessa, a gente corre o risco de não perceber O que o outro sente, deseja, como vibra, o que anseia.   Seus sonhos importantes e seus desejos.

A vida comanda como viver. Nem sempre a gente vive como quer. É sabedoria aceitar as limitações e viver o melhor possível com elas. Mas há que reconhecer que isto não é bom. Tornam-se necessárias novas maneiras de olhar. Pois não parece justo e nem adequado.
 
É um alerta de estar vivo e atento, colhendo os frutos.
 
MLuiza Martins
Enviado por MLuiza Martins em 25/04/2017
Alterado em 25/04/2017

Música: A Banda - Chico Buarque

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mluiza). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras