Textos de MLuiza Martins

Quando não se pode amar um, é libertador amar a todos.

Textos

HISTORIA
                    

           HISTÓRIA

Estela casou e tudo bem, parecia um sonho de felicidade, um marido bom, muito amor, uma casinha ideal.      
Enfim, vivia sorrindo e feliz. Quando o marido chegava do trabalho iam se sentar no banco do jardim todo florido e namoravam como no tempo do namoro. Teciam sonhos. Felizes, planejavam filhos, pelo menos um, para completar a alegria. Ele queria um menino. Ela sonhava  ter uma menina.
Parecia um sonho maravilhoso para completar a felicidade, uma menininha.
Até que um dia aconteceu a gravidez e foi aquela felicidade!
E correu tudo bem e nasceu um lindo bebê. Muita emoção.
Era um menino para a alegria do pai.
Depois disto, passados uns quinze anos, tiveram a surpresa de ver o seu bebê  se transformar em mulher, feminino, delicado, mas enorme, forte, alto, cabelos longos e lindos, mas diferente de todos. Era de uma beleza  singular, parecia com a jovem que ela fora na sua adolescência.
Estela via o filho e notava um sentimento triste nos seus olhos.
Que é meu filho, que te aflige?
O filho _ Posso falar?
_ Sim, fale meu amor!
E ela ouviu tudo que ia na alma do filho, como nunca fizera com tal atenção.
E compreendeu, afinal, que Deus   lhe tinha dado uma menina.
                                        
MLuiza Martins
Enviado por MLuiza Martins em 17/01/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://recantodasletras.uol.com.br/autores/mluiza). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras